Cerol é crime!

Precisamos falar sobre o uso de cerol em pipas, que tem feito vítimas em todo o país.

O cerol para quem não conhece é uma mistura de cola com vidro moído (ou qualquer substância cortante) aplicados em linhas de pipas.

Segundo o Corpo de Bombeiros do Paraná “O cerol é aplicado diretamente na linha que será usada para empinar a pipa. A cola serve como aglomerante, enquanto o pó de vidro ou Ferro serve como abrasivo. O resultado é uma linha extremamente cortante, que pode trazer riscos (inclusive de morte) para quem aplica e para quem usa a linha com cerol. Além disso, as linhas com cerol trazem riscos para a vida selvagem (em especial pássaros), para pedestres, motoqueiros e motoristas de carros conversíveis.”

Acidente com cerol

Essa semana foi noticiado mais uma morte de motociclista na Bahia atingido por uma linha de cerol.

Não são poucos os casos, em uma busca rápida no Google vemos a gravidade desse assunto, com pessoas até mesmo degoladas pela linha de cerol.

O cerol tradicional é uma mistura de pó de vidro com cola, porém hoje existem modificações do cerol como conhecemos.
Uma delas é a substituição do vidro por pó de ferro, que conduz a eletricidade facilmente, e em caso de contato com fios de alta tensão a pessoa acaba eletrocutada. Por ser mais perigosa (pra quem solta pipa), essa mistura é menos utilizada.
Outra que tem sido muito utilizada é a “linha chilena” que esta sendo importado sem dificuldade alguma, adeptos à nova estratégia usam a internet para comprar o produto que pode cortar até quatro vezes mais do que a linha nacional.

Cerol é crime!

Precisamos alertar as pessoas que cerol não é brincadeira, inclusive é um crime previsto na lei.

A Polícia Militar informa que o uso do cerol é considerado crime penal capitulado nos artigos 129, 132 e 278 do Código Penal Brasileiro, além do artigo 37 da Lei das Contravenções Penais. Em caso do uso do cerol por crianças ou adolescentes, estes podem ser apreendidos e encaminhados às autoridades competentes. Já o adulto que fizer uso do cerol será conduzido, junto ao material, até a autoridade judiciária, podendo até mesmo ser preso. Em Minas Gerais, a Lei Estadual nº 14.349 de 2002 prevê multa para os infratores, ficando esses sujeitos também a sanções cíveis e penais.

A Polícia Militar recomenda que a prática de soltar pipa seja realizada em locais onde não haja rede elétrica, nem vias de tráfego, e solicita aos pais que orientem seus filhos em relação aos riscos a terceiros e a si mesmos.””

A população pode denunciar o uso ilegal de cerol por meio do telefone 190.

Motociclistas vejam como se proteger em: Antena corta pipa – Um acessório que salva vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *