Fabricantes elevam projeção de vendas de motos em 2019

Fabricantes elevam projeção de vendas de motos em 2019

20 de novembro de 2019 2 Por Ilma Ferreira

Fabricantes elevam projeção de vendas – 2019 DEVE ULTRAPASSAR UM MILHÃO DE MOTOS NOVAS VENDIDAS NO VAREJO

As fábricas devem bater a marca de 1.070.000 unidades vendidas para as concessionárias em 2019

As fabricantes de motos elevaram a perspectiva de produção em 2019, prevendo um volume maior que o divulgado anteriormente em abril, pela Abraciclo, associação Brasileira dos fabricantes de motocicletas, de 1,100 milhões de motos, o que representa 6,1% sobre as 1,03 milhões de 2018.

Com a nova revisão, a projeção prevê um aumento de 6,6% maior que a do ano passado.

Desde de 2015, o mercado de motos no Brasil não chegava a marca de um milhão de motos novas vendidas no varejo e emplacadas. A partir de 2018 o mercado voltou a crescer. Com boas estimativas para 2019 e 2020, com expectativas de expansão para produção e vendas.

Os número foram divulgados pela Abraciclo, na última segunda-feira (18), à imprensa, durante a abertura do Salão Duas Rodas 2019.

A produção de outubro bateu os 109,1 mil motos, com um aumento de 7,9% sobre o mesmo mês em 2018. No total, já são 945,6 mil unidades montadas durante o ano, 6,7% a mais que o mesmo período de 2018.

Fabricantes elevam projeção de vendas

A previsão para 2020 de acordo com as fabricantes, é um crescimento menor para o mercado interno, com um volume de 6,5% maior que 2019, ou seja, um total de 1,14 milhão de unidades.

“Vamos crescer 13,5% neste ano. Não temos estoque em Manaus. Nossa rede também não tem estoque. Nossos números de produção, venda no atacado e varejo se aproximam muito”, afirma Alexandre Cury, diretor comercial da Moto Honda.

Segundo Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, o desempenho positivo do mercado interno foi a principal razão para a revisão das projeções para este ano. “A maior oferta de crédito, com taxas de juros mais atrativas e novos players, como os bancos digitais, aumentou o interesse do consumidor pela aquisição de um modelo 0 km. Esse quadro também foi estimulado pela apresentação de novos modelos no mercado, mais modernos, com novos recursos tecnológicos e design renovado.”

Fermanian também acrescentou que “o que contribuiu para esta alta procura pelos consumidores por alternativas para a mobilidade urbana, com preferência por modos de locomoção de maior rapidez nas grandes cidades. A motocicleta traz grandes vantagens neste quesito, além de menores custos com combustível e manutenção.”

Veja também quais cuidados você precisa ter com a vela de ignição de sua moto