Infrações de moto que fazem perder a carteira

Infrações de trânsito - dicas para não perder a CNH

Infrações de moto que fazem perder a carteira

Detran.SP faz um alerta sobre infrações de moto – A maioria dos condutores não tem conhecimento,
porém uma única infração de natureza gravíssima pode causar a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH),
mesmo sem acumular os 20 pontos no período de um ano.
As novas regras que começaram a valer no dia 1º de novembro, o período mínimo de suspensão dobrou, de um para dois meses.

De acordo com o Detran.SP o número de motoristas com CNH suspensa vem subindo.
Nos últimos dois anos, o crescimento foi de 50% no Estado de São Paulo.
Por esse motivo, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo faz um alerta para as atitudes que tiram o direito de dirigir.

Em grande parte dos casos, o histórico do motorista é levado em consideração para a definição.
Porém, situações de flagrante de embriaguez, recusar teste de bafômetro e interromper ou restringir a via geram suspensão de 12 meses.

Além da cassação da CNH o motociclista tem que pagar a multa pela infração que pode chegar até R$5.869,40,
dependendo da gravidade e do fator multiplicador da infração.

Veja dez exemplos:

1) Pilotar embriagado

Assumir o guidão da motocicleta após ingerir bebida alcoólica,
leva a suspensão do direito de pilotar pelo período de um ano e multa de R$2.934,70.
Essas punições são as mesmas para quem se recusar a fazer o teste do bafômetro.

2) Ultrapassar na contramão

Fazer passagem entre veículos que trafegam no sentido oposto,
costume de muitos motociclistas que circulam entre veículos que trafegam nos dois sentidos em trânsito congestionado.
Multa de R$2.934,70, e também suspende a CNH.

3) Carona perigosa

Embora seja muito comum em alguns lugares do país, transportar mais de uma pessoa na garupa é infração gravíssima
com multa de R$293,47 e suspensão da CNH de 2 a 8 meses.
Transportar crianças menores de sete anos ou qualquer pessoa sem condições de cuidar da própria segurança também é proibido.

Trafegar com crianças ou mais de uma carona na moto gera suspensão da CNH e multa

4) Trafegar com faróis apagados

Hábito comum entre os motociclistas, circular com a luz apagada, seja por esquecimento ou problema elétrico,
rende multa de R$ 293,47 e suspensão da CNH de 2 a 8 meses..

5) Disputar corrida (racha)

Multa de R$2.934,70 e suspensão da CNH de 2 a 8 meses.

6) Fugir de bloqueio policial (blitz)

Furar o bloqueio ao se deparar com um blitz de fiscalização custa a abertura de um processo administrativo
e multa de R$ 293,47.

7) Alta velocidade

Transitar em velocidade acima de 50% à máxima permitida gera multa de R$880,41.
Atenção, isso é mais comum do que parece. Em locais próximos a escolas, por exemplos, que a velocidade é de 30 km/h

Infrações de trânsito – VSR Motos

8) Pilotar moto sem equipamentos adequados

Pilotar a moto sem o uso de capacete, tanto no caso do piloto quanto do garupa, rende multa de R$ 293,47
e suspensão da CNH de 2 a 8 meses.
As mesmas punições para quem pilotar de chinelo ou vestimenta não adequada.

9) Omissão de socorro

Deixar de prestar ou providenciar socorro à vítima ou de evitar perigo para o trânsito em caso de envolvimento
em acidente de trânsito, multa de R$1.467,35 e suspensão da CNH de 2 a 8 meses.

10) Bloquear via

Usar a moto para fechar via, impedindo ou dificultando a circulação dos demais veículos
pode custar caro, multa de R$5.869,40 e suspensão da CNH.

Veja também: Multas a ciclistas e pedestres a partir de 2018

 

Se você cometeu uma dessas infrações, vai ser notificado pelo Detran sobre a abertura do processo
e terá o direito de apresentar defesa, conforme garante a legislação federal.

Caso os recursos não sejam aceitos, o motociclista terá que entregar a habilitação e cumprir a pena estabelecida,
além de passar pelo curso de reciclagem com carga horária de 30 horas.

Fonte: www.saopaulo.sp.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *